Cuidado com materiais criminosos

De acordo com o Ministério Público Federal, foi oferecida denúncia contra “o pastor evangélico Edval [sobrenome omitido] pelos crimes de estelionato e uso indevido de símbolos identificadores de órgãos da Administração Pública. O acusado fundou, em outubro de 2001, em São Paulo, o Instituto de Integração Nacional dos Juízes de Paz e ministrava cursos de Juiz de Paz (juízes de casamentos), fornecendo uma falsa carteira funcional e prometendo aos alunos do curso que cada um receberia, depois de formado, salário de R$ 5.200,00.”

Os alunos desse Curso recebiam “a carteira e o cartão de identificação de Juiz de Paz, ambos falsos.” Ainda conforme o MPF, “o cartão ostenta um brasão da República e as expressões ‘República Federativa do Brasil‘, ‘válido em todo o território nacional‘, ‘trânsito livre‘ e ‘Justiça Federal‘. (…) O cartão vinha dentro de uma carteira de couro vermelha, com o brasão da República, em metal, e as expressões ‘Justiça Federal’ e ‘República Federativa do Brasil’.”

Infelizmente, não é difícil encontrar esses mesmos materiais criminosos à venda pela internet. Há cursos que fazem isso sem qualquer pudor, envergonhando o Evangelho e o nome de Cristo.

Em nosso Curso não emitimos Credencial em PVC, nem qualquer termo de nomeação como “Juiz de Paz Eclesiástico”, e por vários motivos:

  1. Esse tipo de Credencial NÃO é exigida por nenhum Cartório Oficial ou legislação.
  2. Não queremos cobrar do aluno algum valor, todos os anos, para renovar a validade de documento de filiação a qualquer “Associação”, “Instituto” ou algo semelhante.
  3. Apenas o Juiz de Paz Oficial, nomeado pelo Governador do Estado ou pelo Presidente do Tribunal de Justiça, possui a prerrogativa de celebrar casamentos civis. Esses “termos de nomeação” como Juiz de Paz Eclesiástico, muitas vezes, querem transmitir a ideia de autoridade civil para o Ministro Religioso, mas isso não é verdade.

Trabalhamos sempre de acordo com a legislação. Não enganamos nossos alunos com falsas promessas.

O que oferecemos é uma capacitação para que o Ministro celebre Casamentos Religiosos de acordo com a lei; e não sofra qualquer processo judicial por conta de alguma atitude ilícita.

Clique aqui para saber mais informações sobre o nosso Curso.

3 comentários em “Cuidado com materiais criminosos”

  1. Priscila Justo Corrêa

    A paz de Cristo!
    Achei de extrema importância esse artigo porque muitas vezes achamos que tem seriedade em diversos cursos, e pessoas agindo de má fé, rouba totalmente os sonhos, de alguém que tá batalhando, e se esforçando pra tentar se alguém na vida.
    Fica o Alerta!

  2. JOEL COSTA E SILVA

    Realmente, bastante esclarecedor o artigo em apreço.
    Percebe-se, a seriedade e a nobreza com que o DIREITO e RELIGIÃO, trata e enxerga a questão Eclesiástica e ministerial diante dos órgãos competentes na condução de formar e informar futuros Capelães e Juízes de Paz.
    Parabéns à toda equipe envolvida meste magnânimo Projeto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.